Vantagens de trabalhar com a carteira assinada

FacebookLinkedInTwitterGoogle+PinterestWhatsAppEmailPrint

Muitas empresas têm proposto aos funcionários que aceitem perder seu vínculo CLT para serem contratados como Pessoas Jurídicas, e perder alguns benefícios em troca de um salário maior. No entanto, apesar de acarretar um ganho financeiro, essa medida pode faz que o trabalhador perca alguns direitos e benefícios.

A verdade é que trabalhar de carteira assinada significa ter uma série de benefícios para o trabalhador e para sua família. Portanto, confira agora quais são as maiores vantagens de trabalhar com a carteira assinada para decidir se é mais vantajoso trabalhar em regime CLT ou como trabalhador autônomo ou Pessoa Jurídica.

Benefícios financeiros e sociais

Os benefícios sociais e financeiros de trabalhar de carteira assinada são bem claros. O empregado com um vínculo CLT tem direito a regalias como férias, 13º, FGTS, multa por rescisão de contrato, PIS/PASEP, entre outros.

Além disso, um trabalhador de carteira assinada tem assegurado todos os direitos conquistados por convenção coletiva ou pelo sindicato da sua categoria. Sem contar que várias empresas oferecem alguns benefícios adicionais, como por exemplo, vale-transporte, vale-refeição, bônus por horas trabalhadas, brindes, escolas ou cursos pagos, entre vários outros.

Assistência da previdência social

Uma das piores desvantagens de se trabalhar sem carteira assinada que se você precisar se afastar do serviço por motivo de saúde não terá direito ao auxílio-doença pelo INSS. Afinal, ficar afastado por tempo indeterminado e não poder trabalhar e nem receber é uma situação desesperadora que qualquer pessoa que trabalhe sem carteira assinada pode sofrer.

Por outro lado, quando o trabalhador assina um vínculo empregatício com uma empresa, ele tem segurança e aporte do governo por qualquer acidente ou infortúnio que possa acontecer. Entre os possíveis imprevistos estão os acidentes de trabalho, lesão por esforço repetitivo (LER), abusos dos empregadores, entre outros.

Estabilidade no emprego

Apesar de que ter a carteira assinada não garanta estabilidade no emprego por si só, vários especialistas em gestão apontam que demitir um funcionário CLT não é nada vantajoso para uma empresa. Afinal, ao demitir sem justa causa, a empresa deverá arcar com 40% do FGTS depositado durante todo o tempo dele na empresa, além de pagar multa por rescisão de contrato e em grande parte dos casos, pagar o aviso prévio em salário.

Além disso, caso um empregado CLT integre a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) ou se acidente durante sua jornada de trabalho, ele adquire vários outros direitos, incluindo a estabilidade na empresa. No caso da CIPA, o empregado tem direito à estabilidade durante todo o mandato como integrante da equipe de prevenção de acidentes. Já no caso de acidente, o trabalhador tem direito a 1 ano de estabilidade após o retorno ao trabalho.

Comprovar aposentadoria

Ter um bom tempo trabalhado no regime CLT também é uma grande garantia de conseguir se aposentar no futuro. A carteira de trabalho é — sem dúvidas — um dos documentos mais importantes para se pedir qualquer benefício, principalmente a aposentadoria por tempo de contribuição e por idade. Ter a carteira assinada vale como comprovante de filiação à previdência social, vínculo empregatício, tempo trabalhado e salário de contribuição, os requisitos mais importantes para requerer uma aposentadoria.

E você, trabalha ou pretende trabalhar com carteira assinada? Qual a sua opinião sobre o assunto? Conte para nós através dos comentários!

FacebookLinkedInTwitterGoogle+PinterestWhatsAppEmailPrint

Comentários

comentários

Os comentários estão desabilitados.