Quando é o momento certo para pedir demissão?

FacebookLinkedInTwitterGoogle+PinterestWhatsAppEmailPrint

Qualquer profissional um dia poderá passar pela experiência de pedir demissão. Seja por insatisfação, mudança de cidade ou, ainda, porque recebeu uma proposta de trabalho melhor. Porém, independente do motivo, é preciso saber a hora certa de comunicar a decisão para a empresa para deixar as portas abertas.

É muito comum, em casos de insatisfação, que as pessoas esperem ser demitidas. Porém, é necessário reconhecer a hora de sair para não se queimar na empresa. Com certeza o mais adequado é pedir demissão e sair com a cabeça erguida, do que esperar a empresa te demitir porque você está desmotivado e se tornou um funcionário que não atende mais às expectativas.

Quando a insatisfação fala mais alto, alguns sinais de que falta motivação são perceptíveis e, por isso, é preciso ficar atento para reconhecê-los:

  • Não há perspectiva de crescimento profissional dentro da empresa;
  • A relação com o chefe é difícil e está desgastada;
  • Você não sente prazer no trabalho;
  • Após um final de semana, feriado ou ao levantar para trabalhar você se sente mal por ter que voltar à empresa;
  • Os seus valores não vão de encontro com os da empresa.

Quer saber dicas sobre o momento certo de pedir demissão? Continue acompanhando o nosso artigo!

A decisão

O primeiro passo na hora de pedir demissão é pensar bem sobre a decisão para tomá-la com segurança e não se arrepender depois. É preciso analisar o momento profissional e as circunstâncias. Caso você tenha novas propostas, é necessário estudá-las, compará-las e escolher aquela que mais vai de encontro aos objetivos que você tem para a sua carreira.

Caso você ainda não tenha perspectivas de um novo emprego, você deve se atentar para a sua condição financeira e ponderar algumas questões. Você possui outra fonte de renda ou um fundo de emergência? Você é que sustenta a sua família? É preciso planejar e, talvez, seja melhor esperar aparecer uma oportunidade de trabalho antes de sair do atual emprego.

A oficialização

Após a tomada de decisão, é chegada a hora de comunicar ao chefe direto. Nesta hora, é importante deixar claro os motivos que te levaram a tomar esta decisão, mas sem ofender a empresa ou o superior. Além disso, é preciso estar aberto para receber uma contraproposta.

Escolha um bom momento para esta conversa e seja direto e objetivo. Depois, acerte com ele os prazos para a sua saída e, ainda, se coloque à disposição para passar as demandas para outra pessoa ou treinar um novo funcionário.

Dicas para não se queimar ao pedir demissão

  • Não deixe o seu chefe ficar sabendo da sua decisão pela “rádio peão”. Não comente sobre o assunto com os colegas de trabalho até que tudo realmente esteja definido. O primeiro a saber sempre deve ser o superior.
  • Avise a empresa sobre a sua saída com antecedência para que ela possa se programar e encontrar um novo profissional para assumir a vaga.
  • Não deixe pendências. Resolva tudo o que for preciso, mostrando profissionalismo. Não é porque você sairá que precisa relaxar com as suas obrigações e empurrá-las com a barriga. Faça tudo com qualidade, da mesma forma como fazia antes.
  • Não saia queimando a empresa ou os colegas de trabalho. Isso pega mal e pode acabar em pouco tempo com a reputação que você construiu.
  • Agradeça a oportunidade que a empresa te deu e deixe as portas abertas. Você pode se encontrar com o antigo chefe ou com um colega de trabalho em outra empresa futuramente.

Com certeza, ao tomar alguns cuidados na hora de pedir demissão, é possível fortalecer a imagem de um bom profissional. Por isso, é preciso se atentar para estes detalhes antes que seja tarde de mais. Assim, com certeza, o seu chefe a empresa darão boas referências de você, caso necessário.

Lembrou de algum erro que os profissionais cometem ao pedir demissão? Conte pra gente através dos comentários!

FacebookLinkedInTwitterGoogle+PinterestWhatsAppEmailPrint

Comentários

comentários

Os comentários estão desabilitados.